imageBTVO dinheiro é invariavelmente indicado como a primeira causa do divórcio.
 
É duvidoso que o excesso de dinheiro provoque a separação de um casal; todavia, a sua escassez pode causar alguma depressão e desapontamento, mas não necessariamente um divórcio.
 
A incapacidade de discutir questões de dinheiro sem brigas e a inaptidão para o bem-estar financeiro de cada um é que causa os problemas.
 
Se você percebe que é impossível falar sobre dinheiro com o seu parceiro, então as decisões financeiras importantes e seu comportamento em relação ao consumo serão determinados pelas suas emoções e pelos padrões de pensamentos inconscientes, e não pela adequação de suas decisões e do seu comportamento com suas metas financeiras.
 
Muitos casais acham difícil discutir assuntos de dinheiro de um modo direto e honesto.
 
Um comentário que ouço frequentemente é: “falar sobre dinheiro sempre acaba em briga”.
 
É essencial que você e seu parceiro aprendam a discutir finanças sem críticas e sem gritar um com o outro; se não fizer isso, você não obterá muito mais dinheiro do que já possui.
 
Em outras palavras, enquanto acreditar que o dinheiro provoca brigas, você concluirá que, se tiver mais dinheiro, haverá mais brigas.
 
Esta conclusão pode resultar numa sabotagem inconsciente, até mesmo do seu melhor plano para acumular riquezas.

Phil Laut
O Dinheiro é Meu Amigo
Ed. Pensamentofilipeta

 

 

.
Clicke na pirâmide para saber mais
barraPRATEADA

Author

IMAGICK