Alguns fatos interessantes sobre estes antigos monumentos.

10352753_529027780554057_44222765488396936_n

As Pirâmides de Gizé tem estimulado a imaginação humana. Quando foi erguida, a Grande Pirâmide tinha 145,75m de altura (com o passar do tempo, perdeu 10m do seu cume). O ângulo de inclinação dos seus lados é de 54º54′. Sua base é um quadrado perfeito com 229m de lado. Mas, apesar desse tamanho todo, é um quadrado quase perfeito – o maior erro entre o comprimento de cada lado não passa de 0,1 %, algo em torno de 2 cm, o que é incrivelmente pequeno. A estrutura consiste em mais de 2 milhões de blocos de pedra, pesando cada um de duas a 20 toneladas.
 

           Na face norte fica a entrada da pirâmide. Um número de corredores e galerias leva ao que seia a câmara mortuária do rei, localizada no “coração da estrutura”. O sarcófago é de granito preto e também esta orientado nas direções da bússola. Surpreendentemente, o sarcófago é maior do que a entrada da câmara. Só pode ter sido colocado lá enquanto a construção progredia, um fato que evidencia a complexidade do projeto e como tudo foi cuidadosamente calculado.
 

         São cálculos assombrosos. Por exemplo, se você tomar o perímetro da pirâmide e dividi-lo por duas vezes a sua altura, chegara ao número pi (3,14159…) até o décimo quinto dígito. As chances desse fenômeno ocorrer por acaso são quase nulas. Até o século 6 d.C., o pi havia sido calculado só até o quarto dígito.
 

       E isso é só o começo. A grande pirâmide pode não ser a mais velha estrutura na face do planeta (a estrutura mais antiga do mundo atualmente são As Avenidas Megalíticas de Carnac, datando de 4700 a.C., as pirâmides tem a idade de 2450 a.C. – em breve estaremos colocando um matéria na página sobre as Avenida Megalíticas de Carnac, visite a seção Matérias periodicamente…), mas é a mais acuradamente orientada, com os seus lados alinhados quase exatamente para o norte, sul, leste e oeste. O equivalente mais bem sucedido na civilização contemporânea, o Observatorio de Paris, possui um desvio de apenas 6 minutos de grau do norte magnético (que fica 7 minutos a noroeste do norte geográfico). A Grande Pirâmide tem um desvio de 3 minutos. É um mistério como os antigos egípcios conseguiram tamanha precisão sem utilizar uma bússola – assim como é incrível que até agora ninguém tenha aparecido com uma explicação para o enigma.
 

        Ao que parece, todas as construções na planícies de Gizé estão espetacularmente alinhadas. No solstício de verão, quando visto da Esfinge, o Sol se põe exatamente no centro da Grande Pirâmide e de sua vizinha, a Pirâmide de Quéfren. No dia do solstício de inverno, visto da entrada da Grande Pirâmide, o sol nasce exatamente do lado esquerdo da base da cabeça até se pôr ao lado direito de sua base. A geometria das três pirâmides tem sido uma fonte de confusão por muitos anos, por casa da maneira aparentemente imperfeita com que foram alinhadas. É curioso, porque foram os egípcios os inventores da geometria.
 

        Por outro lado, a pirâmide está colocada num lugar muito especial na face da Terra – ela esta no centro exato da suprefície terrestre do planeta, dividindo a massa de terra em quadrantes aproximadamente iguais. O meridiano terrestre a 31º a leste de GreenWich e o paralelo a 30º ao norte do equador são as linhas que passam pela maior parte da superfície terrestre do globo. No lugar onde essas linhas se cruzam está a Grande Pirâmide, seus eixos norte-sul a leste-oeste alinhados com essas coordenadas. Em outras palavras, a Grande Pirâmide esta no centro da superfície terrestre. Ela é, por assim dizer, o umbigo do mundo.

queop

por: Mateus Fornazari

filipeta
.
Clicke na pirâmide para saber mais
barraPRATEADA