“CICATRIZES NA ALMA”

por Orual Ojellav

37536352_2388228544539280_3475809568276086784_nHoje, durante a meditação diária, a Luz Maior me levou a uma viagem pelo íntimo de minhas dimensões interiores de consciência.
Instintivamente, os dedos de minhas mãos virtuais começaram a percorrer os sinais e cicatrizes acumulados até aqui, nesta passageira estada no planeta.
Identificando pequeninos pontos, uns mais tênues outros mais profundos, algumas valas profundas e até pedras de diversos tamanhos.
São as resultantes de minhas ações e experiências.
São como cicatrizes que me fazem lembrar tudo pelo que passei desde que me tornei passageiro desta nave interplanetária, agora consciente de minhas limitações e superações.

Muitos de nós costumamos reclamar ou lamentar pelas perdas ou sofrimentos diversos, e ficamos como que ‘ruminando’ as dores experimentadas.
Com isso, o que fazemos é perpetuar essas dores e acabamos gastando o pouco tempo que nos resta, nesta viagem alucinante pelo Universo afora, que poderia ser despendido em iniciar novas oportunidades e possibilidades de vitória e em nosso crescimento mental e espiritual.

Devemos mudar nossa forma de pensar.
Utilizar nossa capacidade de gerar formas pensamento no sentido objetivo e positivo do viver.
Tudo o que experimentamos neste hiato de vida terrestre, serve como bagagem para outras naves que estão por vir em outras dimensões temporais.
O passado é como águas de um rio que jamais passarão novamente por debaixo da ponte da vida.
As cicatrizes devem servir para enaltecer a nossa força, e lembrar-nos de que, se podemos percebe-las, é porque estamos vivos e fomos mais fortes do que aquilo que as provocou.

A passagem para outras possíveis naves, ou dimensões, é estreita.
Permite apenas que o mental e o espiritual transmutem.
O físico ou o material são passageiros, e continuarão nesta nave até virar pó…
Somos Luz, somos parte do Todo.
O Amor Divino reside em nós.
Somente ele cura as cicatrizes na alma.

E então? Você está pronto a se juntar a mim e simplesmente amar a vida, a Natureza, nossos semelhantes e, principalmente, respeitar nossa Origem e nossa Essência?
Cicatrizes nos ajudam no refletir e despertar…”

NAMASTÊ !

Este texto é uma homenagem a meu filho Renato de Melo Escobosa (29/04/1982 a 15/07/1982), anjinho que veio a este planeta com uma passagem curta para apenas dois meses e meio.

(Orual Ojellav – Série Pensamentos – 15/07/2018)
Copyright © 1986 – 2018 / texto de Lauro Escobosa Vallejo ™ All rights reserved.

Imagem de: https://amenteemaravilhosa.com.br boas-pessoas-cicatrizes-alma

 

titulo-Ok

filipeta

Gostou deste texto? Então temos muito em comum…

CE44Para maiores informações sobre o

Imagicklan – A Irmandade das Estrelas

Cklicke aqui