Os Segredos da Mente

brain_450x3002A mente pode ser vista sob dois aspectos: o consciente e o inconsciente.

O consciente é onde ocorre a percepção. Ele representa apenas uma pequena parte da mente, que compreende tudo aquilo de que estamos cientes no momento.

A atividade do pensamento é a manifestação do consciente. Imagine uma lanterna acesa na escuridão; somente onde o foco de luz clareia é consciente.

O consciente está ligado a todo o organismo, podendo a qualquer momento focar uma de suas partes ou identificar as sensações provenientes do corpo.

A mente consciente também se estende até onde os sentidos podem alcançar.

A identificação dos estímulos externos representa uma extensão do consciente que não se limita apenas a captar os sons, as imagens, etc., mas também a perceber através do  as emanações energéticas das pessoas ou dos ambientes, chegando a captar o ambiente astral em casos especiais.

A consciência é um fenômeno abrangente que transcende o sistema nervoso, sendo ela fruto da interação entre o interno e o externo.

yoganandaExiste uma frase de Yogananda que esclarece esse conceito: a mente é como um elástico que pode se estender ao infinito, sem se romper.

Essa ideia contrasta com o ponto de vista tradicional da ciência, que descreve a percepção como um “arco reflexo”, em que o mundo é um conjunto de estímulos que tocam os aparelhos sensores, e estes são conduzidos até o córtex cerebral, onde são interpretados pelos neurônios e percebidos pela mente.

Esse nível de percepção também pode ser chamado de mente superficial ou eu consciente, que engloba tudo que se percebe no presente e identifica o que está ao redor. Nele estão todos os fenômenos dos sentidos (audição, visão, paladar, olfato e tato) que promovem as sensações, permitindo reconhecer o aqui – agora.

xEssa mente é a que pensa, escolhe, decide, acredita ou desacredita e focaliza a atenção; ela é que dá a sensação de individualidade, promovendo a lucidez ou eu consciente.

O principal atributo do eu consciente é o discernimento, o poder de escolher, de dar importância ou mudar o ponto de vista a qualquer momento, bem como mobilizar a vontade para intensificar os objetivos de vida.

Ele é também responsável por formar o senso de realidade, de creditar como real ou irreal qualquer fato. As faculdades mentais são atributos da vida. Por meio delas você pode reconhecer a si mesmo e interagir com o ambiente à sua volta.

Fonte: Deborah Furtado – https://osegredos.com.br

filipeta

imaghj

www.imagick.com.br