1b3e4b3b1b75a5d038599789d8b8d6a1Olá, meus caros amigos!

Muita luz e energia do amor para todos!

O Imagick está abrindo um lugarzinho para esclarecer dúvidas e postar algo sobre seus amiguinhos mais queridos e próximos…

Seus Pets!!!

Sou Médica Veterinária formada pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da USP, com especializando na clinica de pequenos animais e de silvestres, com ênfase em tratamentos naturais e homeopáticos. Também atuando na área de Vigilância Sanitária.

Muitos têm me indagado sobre o que está acontecendo com seu gatinho…

“Ele está com os olhos como se fosse uma conjuntivite, vermelho e com alguma secreção, e alguns espirros”

“Meu gatinho está gripado, será que pegou a gripe de mim?…”

Hoje vamos falar de uma doença muito comum nesta época do ano em felinos de pequeno porte e que tanto alguns têm dúvidas nos grupos:

O Complexo Respiratório Felino.

Lembra muito um resfriado, uma gripe em gatos, mas nada tem a haver com os vírus de influenza em humanos e também não é uma Zoonose, ou seja, não há transmissão entre humanos e animais.

Neste tipo de patologia temos 02 agentes principais:

  • A Rinotraqueite Infecciosa Felina, cujo agente causador é um herpes vírus felino tipo I – FHV-1, e,
  • A Calicivirose felina, como o nome já diz devido a um calicivírus um sorotipo e varias cepas (ou seja, dificilmente uma vacina conseguirá dar a imunidade total.Magic_Cat2_7938

São altamente contagiosos, porém a mortalidade é maior em filhotes com menos de 06 meses de idade, o óbito em geral está relacionado a infecções bacterianas secundárias.

A transmissão do primeiro vírus é basicamente pelas secreções oculares, nasais e orais dos animais infectados (espirros podem disseminar o vírus até 02 metros de distância), não resiste no ambiente mais que 24 horas em umidade. A do segundo, o vírus da Calicivirose, é mais resistente no meio ambiente podendo ficar até 10 dias na umidade, sendo inativado pelo Hipoclorito de Sódio, nome comercial “CÂNDIDA®”, ou seja, além de ser transmitido pelas secreções também o é pelos fomites, indiretamente por objetos (caixas de transporte, vasilhas, brinquedinhos), nossas roupas e ambiente. O período de transmissão se dá na fase aguda (que dura de 01 a 03 semanas) e na recidiva, fase crônica (que dura de 1 a 10 dias), sendo que o animal depois de restabelecido ainda continua a eliminar o vírus no ambiente, é um “portador são”. Serão sempre portadores durante sua vida.

wpid-black_cat_by_blackkittyshelby-d54biw0O vírus também é armazenado no organismo do animal, ficando latente (fora que fica no ambiente), podendo por uma quebra de imunidade, stress, uso de corticóides, propiciarem o recrudescimento do vírus e ao aparecimento dos sintomas.  O período de incubação varia de 02 a 10 dias.

Os sintomas basicamente nos lembram de uma gripe, e também são bem variáveis: vias aéreas superiores congestionadas, espirros, lacrimejamento, conjuntivite, corrimento nasal em casos mais exacerbados até com secreções purulentas, úlceras em língua e cavidade oral (causando salivação), febre, falta de apetite, prostração, desidratação, pneumonia (em geral por infecção bacteriana secundaria oportunista), além de outros sintomas em casos crônicos ou graves e longos.

O Diagnóstico é presuntivo, ou seja, apenas observando os sinais clínicos, porém, em casos crônicos e em gatis pode ser realizada uma Identificação Viral (Sorologia, Isolamento em cultivo de células, Imunofluorescência, PCR de secreções e biópsias, Cultura e antibiograma).

O Diagnóstico Diferencial deve ser feito com Chlamydophila felis, Bordetella bronchiseptica, Pólipos nasofaríngeos, Mycoplasma spp, Fungos, Neoplasias.magic-cat-2

O tratamento é sintomático, aliviando os sintomas, através de medicamentos como antivirais, colírios, antibióticos para tratar eventuais infecções secundárias, oxigeno terapia, fluído terapia (nos casos de desidratação) e uma boa suplementação nutricional.

Em geral, se tudo ocorrer bem, após 10 a 20 dias a fase aguda da doença fica resolvida e o animal recupera o seu estado normal. Gatinhos bem novos ou muito debilitados, entretanto, esta doença pode ser fatal.

É IMPORTANTE LEMBRAR: Gatos têm idiossincrasia, (uma reação adversa e muitas vezes fatal) com alguns medicamentos e produtos. NUNCA DÊ ÁCIDO ACETILSALICÍLICO PARA GATOS, ou medicamentos que o contenham, como Melhoral®, bem como algo que contenha fenóis, benzóis, nem coloque no meio ambiente onde vive. O gato não metaboliza estes produtos, e, além de lesivo e fatal, é acumulativo no organismo destes felinos.

Eu particularmente utilizo a HOMEOPATIA para tratamento deste Complexo Respiratório Felino, CRF, o Reike e energizações que ajudam muito na recuperação. Captura de Tela 2017-09-02 às 14.53.14Os animais respondem muito bem ao tratamento, especialmente com a homeopatia, que o animal responde com a própria imunidade, criando resistência ao vírus e praticamente anulando as possibilidades de recidivas. É lógico que se o animal estiver em quadro avançado e grave, com infecções secundárias e pneumonia, deve-se entrar com antibiótico terapia e suporte intenso.

O melhor tratamento é sempre a prevenção. Existem vacinas nacionais e importadas, para a proteção contra Rinotraqueite Infecciosa Felina, Calicivirose felina, Panleucopnia infecciosa felina e nas importadas também contra Clamidiose.