A Mandala dos Sonhos

AKE
imageVH7
Por: Julia e Derek Parker
.

A Mandala é um dos poderosos símbolos que com frequência habitam nossos sonhos, tendo, em geral, algo importante a nos dizer, mesmo que não seja identificada.

O símbolo da mandala é um circulo que envolve um quadrado, geralmente com uma figura no centro. Essa figura muitas vezes nos representa.

Jung atribuiu a esse símbolo o nome hindu “mandala” ou “círculo mágico” e acreditava que representasse, com freqüência, a psique humana. 

O símbolo aparece em várias partes do mundo como um padrão de existência: Rômulo planejou a antiga Roma nas linhas de uma mandala e muitas outras cidades – inclusive Jerusalém – também assumiram essa forma. 

O templo hindu é construído como uma mandala que representa os quatro cantos da terra girando em torno de seu centro, ou “o ego girando em torno de si no tempo e no espaço”. 

Na arte hindu e budista, a mandala representa o universo e a totalidade da psique humana.

Embora se possa falar do significado da mandala por páginas e páginas, isso pode não parecer particularmente relevante para o sonhador. Entretanto, trata se de um dos símbolos oníricos mais difíceis de interpretar, mesmo depois de reconhecida. Isso porque seu significado é bastante misterioso, estando possivelmente associado ao que há de mais profundo na psique de quem sonha. Pode representar toda nossa vida, do nascimento à morte; as rosáceas nas catedrais, de um modo geral, representam essa jornada. 

A mandala pode aparecer em seus sonhos como um CALEIDOSCÓPIO ou em padrões geométricos feitos com compasso. 
 

As cores associadas ao símbolo da mandala podem ser importantes – como geralmente ocorre com as cores nos sonhos.

Vale a pena deter-se em qualquer símbolo que tenha forma circular  – um CÍRCULO, DISCO, ESFERA, RODA e mesmo um ARO de criança podem ser uma mandala. Embora em geral seja difícil reconhecer o símbolo, ele se manifestará, dada sua importância, simplesmente pela insistência em ser reconhecido: ele lhe “dirá” que é importante, recusando se a abandonar seus pensamentos. 

Ao acordar de um sonho, eventualmente você não conseguirá deixar de pensarem uma de suas imagens, por mais banal que pareça. Certamente ela é significativa e, se for circular, é bem possível que seja uma mandala. Para o sonhador isso não faz muita diferença, contanto que reconheça tratar se de um símbolo importante. Provavelmente você acabará percebendo sua importância, pois não conseguirá deixar de pensar nela.

Desenhar nossos sonhos poderá ajudar, principalmente se uma mandala for a imagem central. Alguns psicólogos sugerem que se tome as imagens do sonho como pontos de partida do desenho, deixando que o lápis ou pincel improvisem, em lugar de desenhá-las literalmente. Use cores em seu desenho, se possível, e inclua as palavras presentes no sonho.

Observe que você dedicará maior atenção aos detalhes de certas partes do desenho, enquanto outras praticamente se formarão por si   na forma como você as sonhou. O desenho final mostrará o padrão de sua vida atual, com representações de suas ameaças ou prazeres, aspirações ou receios. As áreas do desenho que emergiram do seu inconsciente serão mais indicativas de seus verdadeiros sentimentos e do caminho que você deverá seguir.

imageJCN

filipeta

 

image3CBUm conhecimento que durante séculos orientou a vida de reis e magos, príncipes e senhores,
agora colocado ao seu alcance de uma forma prática, fácil e muito eficiente pelo Imagick.
Click princesa para saber mais.