A enigmática Terra de Punt

As misteriosas expedições dos faraós egípcios ao país mítico de Punt.
640px-Relief_of_Hatshepsut's_expedition_to_the_Land_of_Punt_by_ΣταύροςDurante séculos, centenas de arqueólogos, egiptólogos e historiadores foram em busca das maravilhosas terras do país de Punt, também chamada Pwenet ou Pwene, mas ninguém jamais conseguiu encontrar sua localização específica.
Será que Punt realmente existiu?
1796416_472253592878736_1143144699_nExistem numerosas referências que nos fazem acreditar que “Ta Necher”, o país do deus, como os antigos egípcios a chamavam, era muito mais que uma lenda ou um mito.
Desde a V dinastia há referências sobre ele, sendo o faraó Sahura quem enviou uma das primeiras expedições egípcias a esse país. Mas também outros faraós como Mentuhotep III e Sesostris III o fariam, conseguindo inscrever tais expedições na própria Pedra de Palermo.
Ficou conhecida pela sua produção e exportação de ouro, resinas aromáticas, ébano, marfim e animais selvagens.
ancient-egypt-27-638Conhecida partir de antigos registros egípcios de missões comerciais, principalmente no reinado de Hatshepsut, na XVIII dinastia, período esse pelo qual o Egito vivenciou grande prosperidade comercial e artística.
A exata localização de Punt ainda é debatida pelos historiadores. A maioria dos estudiosos atualmente acreditam que Punt estava localizada à sudeste do Egito, muito provavelmente na região costeira do que é hoje o norte da Somália, Djibuti, Eritreia e o nordeste da Etiópia próximo do Mar Vermelho. No entanto, alguns estudiosos apontam sua localização na Península Arábica. Também é possível que o território tenha abrangido o Chifre da África e o sul da Arábia.
5622092_origComo dissemos, a primeira expedição egípcia conhecida para Punt foi organizada pelo Faraó da Quinta Dinastia. Posteriormente, houve mais expedições para Punt, na Sexta, Décima Primeira, Décima Segunda e na Décima Oitava dinastia.
1546350_472248819545880_887132057_nAs primeiras expedições foram marcadas pelo desconhecimento da Terra de Punt. Obtinham incenso através de intermediários, que multiplicavam as lendas sobre este país distante com a intenção de aumentar o preço do produto.
Os poucos egípcios que, ao que se sabe, concluíram a viagem à Punt eram homens ambiciosos e visionários.
No reinado da rainha Hatshepsut fora enviado uma frota com 5 navios com o objetivo de retornar trazendo árvores que produzissem incenso.
Chegando a Punt os egípcios foram recebidos por Perehu, sua esposa, sua filha e um grupo de nativos.
1606904_472249052879190_541227054_nEssa cena foi representada com os egípcios trocando cumprimentos, presentes e produtos com os nativos.
Esta expedição liderada pela rainha Hatshepsut, da XVIII dinastia, é a da que temos mais e melhores registros, pois as paredes de seu templo em “Deir el Bahari” testemunham a sua campanha.
photomania-aa4f8121e374d8f5931729651d24197d