NAMMU, A GRANDE MÃE

A PRIMEIRA GRANDE MÃE SUMÉRICA
maxrepdefaultNammu é a primeira das Grandes Deusas-Mães e Criadora dos Sumérios.

nammuSeu nome é em geral escrito com o símbolo engur, que também é usado para escrever Apsu. Nammu, portanto, personifica o poder das águas do mar e das férteis águas subterrâneas (Apsu), portanto sendo a fonte da vida e de toda fertilidade.

Listas de deuses e textos descrevem-Na como a “Mãe que deu origem ao Céu e à Terra”, “Mãe, a primeira, que deu à luz aos deuses e deusas e ao universo”, “Mãe de tudo o que Existe”. Ela é uma Deusa sem consorte, matéria-prima de tudo o que existe, personificando o sexo feminino como aquele capaz de criar a vida espontaneamente, tal qual expresso num hino ao Seu templo situado em Eridu,”E-engurra, o útero da Abundância”.
d30f418ca654ecd15221904946aa429bLê-se em Samuel Noah Kramer (History begins at Sumer, 1981, pg. 82, the University of Pennsylvannia Press, Philadelphia) faz-nos as seguintes observações a respeito de Nammu:

” primeiro havia o mar primordial. Nada se sabe de sua origem ou nascimento, e parece ser provável que os Sumérios achavam que este mar havia existido eternamente”

Já Thorkild Jacobsen (Treasures of Darkness. 1976, Yale University Press, New Haven, London) descreve Namu como a “deificação das margens dos rios” e das “terras férteis dos pantanais do Sul da Mesopotâmia”.

nammu_by_savageworldsTodas estas descrições podem ser resumidas da seguinte forma: A criação teve origem e foi executada pelo Divino Feminino, pela Deusa Nammu, a partir das águas que simbolizavam fertilidade e abundância, sendo a existência da Deusa Nammu algo eterno, desde todos os princípios.
Nammu é portanto tão antiga quanto o começo da consciência na Mesopotâmia e tão eterna quanto a própria vida, que Nela teve origem. Esta pode ser a razão por quê Ela quase não aparece nos textos que chegaram até nós:
Como a Mãe e Origem de toda Criação, Sua presença está em tudo o que existe, não precisando, desta forma, ser mencionada.

Nammu_StoneUm(a) grande criador(a) é em geral reconhecido(a) por seus sucessores e obra, sendo de domínio público a sua contribuição
Em mito e religião, Nammu é a mãe de Enki, o deus da Magia, das Águas Doces, das Artes e da Sabedoria, e de Ereshkigal, a Deusa da Mansão dos Mortos.

Nammu é também a Deusa que tem a ideia de criar a humanidade, para que homens e mulheres auxiliem aos deuses nos árduos trabalhos da existência. Pensando assim, é Ela que vai acordar Enki, para que Ele, Ela e Ninhursag-Ki comecem juntos a conceber a série de operações que irá culminar na criação dos homens e mulheres, segundo os sumérios.

Em termos históricos, Nammu pode provavelmente Ter sido adorada em Eridu antes de Enki, que tomou a maior parte de Suas prerrogativas e funções.

nammmu

filipeta

INVOCAÇÃO A NAMMU

nammu mirSenhora de toda Criação,
Mãe de Tudo que há,
Ouça-me agora!

Eu peço sua bênção
Ó Grande Mãe,
Senhora da Terra,
Mãe do Mar e Rainha do Céu,
Ensina-me seus mistérios sagrados,
Ensina-me a prosperar,
A fertilizar a minha vida
E a vida dos outros,
Ensina-me a ser humilde,
Ensina-me a ser nobre.

Que assim seja
E Assim se faça.

Escrito por Gaia Lil

 

MinoanDancerAnimate

filipeta

Gostou do que leu? Então temos muito em comum…

imagicklan final pop

Para maiores informações sobre o

Imagicklan – A Irmandade das Estrelas

Cklicke aqui