BADAILAC

Phillip Alphonse Badailer
(Lyon, França, 1779 –  Paris, França, 1833)

   

 
Ocultista conhecido apenas por pequenos grupos, muito secretos e fechados,
e de quem se tem pouquíssimas informações.
.
.
Criou um sistema de desenvolvimento espiritual, 
muito evoluído para a época, a que deu o nome de
Système des Organes de la Lumière.

Sabe-se que viveu sempre às margens dos grandes rios da Europa.

Nasceu em Lyon, cidade banhada pelas águas do Rio Rhone, lá pelos idos de 1780.

Com o falecimento prematuro dos pais, foi levado com a irmã mais nova, Genevieve, para a cidade de Ratisbon, na Baviera, às margens do Rio Danúbio. Foi lá que, junto à família de sua mãe, cresceu e por influência de um primo mais velho, teve seu primeiro contato com o ocultismo, que na época era terrivelmente perseguido.

Em 1799, buscando melhores condições de vida, mudou-se para a cidade de Colônia, junto ao Rio Reno.  Por indicação do mesmo primo foi aceito como neófito de uma loja da Fraternidade Rosacruz alemã, onde viria a conhecer a figura misteriosa  de Godefroi (um templário de quem existem raríssimas referências) e que nos anos vindouros o aceitou como discípulo.

Em 1815, no mesmo momento em que Luís XVIII fugia em desabalada carreira temeroso com o retorno de Napoleão da Ilha de Elba, Phillip mudou-se para Paris, onde idealizou, e posteriormente levou a término, seu sistema “Des Organes de la Lumiere”. Foi por essa ocasião, por ordem de Godefroi, ele assumiu o nome mágico de Badailac.

Morreu em 1833, durante um incêndio que também consumiu grande parte de sua obra. Dela restaram apenas fragmentos resultantes de cópias feitas por discípulos. Seus estudos fazem parte hoje do acervo da Doutrina da Tradição.

Foi apoiado nos conhecimentos que chegaram até nós, desse grande estudioso e pesquisador do desenvolvimento humano que o Imagick criou as suas vivências: “O Corpo Cristalino de Luz” e “O Corpo Róseo do Amor”.